Blogia
A Comunicação Organizacional e os Recursos Humanos

Inteligência contextual: essêncial para a liderança

"Um líder não se afirma por ser “um tipo muito inteligente”, por ter um QI elevado (uma escala que começou por ser inventada por dois franceses em 1905), como se exclama correntemente com admiração ou mesmo veneração. Nem lhe basta ter inteligência emocional (popularizada pela capa da revista Time em 1995), um atributo fundamental para a arte do «soft power», nem coragem, essencial para o exercício do «hard power» quando necessário.(...)" Published by JNR Abril 25th, 2008 in Gestão do Conhecimento, Inteligência Económica, Tendências.

0 comentarios

¿Y esta publicidad? Puedes eliminarla si quieres