Blogia
A Comunicação Organizacional e os Recursos Humanos

livros

Gestão Moderna de Projectos

Gestão Moderna de Projectos

" (...) No actual ambiente competitivo, não é aceitável que os projectos apresentem desvios significativos nos custos, prazos e qualidade. Assim, este livro alicerça-se no novo imperativo para as organizações: a gestão de projectos profissionalizada, aliada às melhores práticas e aos padrões internacionais considerados actualmente relevantes. 
Seguindo estreitamente as recomendações do PMBOK® Guide Fourth Edition (2008) do Project Management Institute (PMI) e alinhando-se com a IPMA Competence Baseline, o livro oferece uma abordagem integrada da moderna gestão de projectos. (...)"

¿Y esta publicidad? Puedes eliminarla si quieres.

GestÃo Dos Recursos Humanos Nas Pme

GestÃo Dos Recursos Humanos Nas Pme

"A situação das práticas de gestão pessoal nas PME. Organização geral da função pessoal. Modalidades de compromisso do encargo segundo o tamanho. Formulação estratégica e recursos humanos. Três sub-sistemas de gestão. Para um modelo de gestão:..."

O A DO CHA

O A DO CHA

Histórias de liderança feminina

Histórias de liderança feminina

"Conciliar uma intensa vida profissional com a vida familiar é possível. A editora da Revista Exame , Rosália Amorim, foi ouvir mulheres que mandam nas grandes empresas em Portugal e reuniu as suas histórias no livro ’O homem certo para gerir uma empresa é uma mulher’. A obra é lançada hoje. "Carolina Reis(www.expresso.pt)

Gestão em Pequenas Doses – ideias simples e práticas

Gestão em Pequenas Doses – ideias simples e práticas

Arménio Rego e Miguel Pina e Cunha

"Cada pequeno texto deste livro é uma janela de observação de um dado tema – que não requer que outras janelas tenham sido já abertas. Cinco minutos são suficientes para a maioria das observações. O leitor pode começar pelo princípio, pelo meio, ou pelo fim – e prosseguir depois como lhe aprouver. A linguagem simples permitir-lhe-á compreender rapidamente as implicações práticas de cada matéria. Os múltiplos temas são englobados em nove áreas: (1) aspectos positivos e negativos da vida organizacional e suas implicações para a felicidade e a toxicidade; (2) líderes e liderados, liderança e “seguidança”; (3) avaliação de desempenho, controlo e vigilância; (4) eficácia organizacional, estruturas organizacionais e decisão; (5) Portugal e os portugueses, idiossincrasias e “pecados”; (6) a arte e a gestão, e a arte da gestão; (7) ética, responsabilidade social e sustentabilidade; (8) mitos e realidades da melhoria, da mudança e da inovação; (9) global e local, globalização e localização. " Editora RH

Buda CEO – Práticas de Meditação para Empresas de Sucesso

Buda CEO – Práticas de Meditação para Empresas de Sucesso

Géraldine Correia

As empresas estão cada vez mais viradas para a espiritualidade, não só porque esta pode melhorar a produtividade dos seus empregados, mas porque são precisos novos caminhos para uma nova economia. Todos fazemos parte de uma geração em que os recursos naturais, nomeadamente o petróleo, estão a entrar na sua fase de esgotamento. Por isso, encontramo-nos numa excelente ocasião, talvez seja mesmo a nossa última oportunidade, de voltar a dar sentido ao progresso.
A espiritualidade, reduzida à sua essência mais fundamental, significa apenas uma mudança do ponto de vista, uma consciência dos processos, enquanto observação, sem apego a qualquer um dos processos observados. Buda CEO passa em revista algumas das novas descobertas na ciência, na meditação, no coaching e explora pensamentos e tomadas de decisão ou gestão de empresas alternativas, através de entrevistas a gurus como Anthony Robbins, Malcolm Gladwell, Deepak Chopra e Amit Goswami.
Conheça as ferramentas que usam hoje as empresas do futuro para se tornarem mais inteligentes e serem capazes de inovar e descubra como “caminhar sobre brasas” pode ajudar a ter sucesso.

Gestãoplus Edições in Livros e Revistas RHMagazine

Em Busca da Empresa Quântica

Em Busca da Empresa Quântica

"O desafio dos homens de negócios de hoje é parecido com o dos físicos do início do século: colocar em marcha suas empresas e suas vidas ao mesmo tempo em que têm que lidar criativamente com o caos e a incerteza do mundo.

O mundo das empresas está à procura de um novo caminho que dê resultado nesse futuro (no qual, aliás, já estamos vivendo) tão distante das verdades prontas e das metodologias mágicas a que fomos acostumados. Um mundo no qual as noções que formaram nossas cabeças deixaram de ser válidas.

Como os físicos, há mais de 70 anos, os homens de empresa vão ter que construir uma linguagem diferente para lidar com seu mundo e obter resultados.(...)" Clemente Nobrega

A GESTÃO SEGUNDO TONY SOPRANO

A GESTÃO SEGUNDO TONY SOPRANO

Descrição da editora

Os líderes de hoje devem trabalhar depressa, adaptar-se a novas condições e gerir mudança. Ser-se bom não chega. Tem de se ser ágil e despachado. Tony Soprano resolve imediatamente. Não perde tempo. Os assuntos são enfrentados com cuidado e de forma acertada, mas sempre com rapidez. Não trabalha horas sem fim. Em vez disso, trabalha de forma eficaz e toma decisões mais depressa.

-----------------------------------------------------------

Introdução

O objectivo do livro consiste em definir as características que um gestor moderno deve ter para se adaptar ao ambiente empresarial actual. Utiliza uma abordagem original e humorada, tratando o assunto de forma séria mas apelativa. Serve – se do exemplo da gestão praticada pelo chefe duma família mafiosa de Nova York (Tony Soprano), personagem duma série televisiva produzida nos Estados Unidos, e que passou em Portugal (Os Sopranos). Tem também alguns casos reais, que ilustram cabalmente a forma de resolver as situações mais difíceis. Com base nas características apontadas a seguir, o livro apresenta – nos duma forma divertida e didáctica, um conjunto de princípios válidos para a gestão duma empresa moderna de sucesso. (...) A GESTÃO SEGUNDO TONY SOPRANO  por   Anthony Schneider 

Avaliação de Desempenho

Avaliação de Desempenho

Avaliação de Desempenho
Metáforas, Conceitos e Práticas
António Caetano

Esta obra visa, fundamentalmente, sistematizar os percursos que a avaliação de desempenho tem seguido através da explicitação das metáforas e dos conceitos teóricos que lhe estão subjacentes, assim como das práticas que a gestão de recursos humanos tem instituído na generalidade das organizações, apresentando-se, igualmente, sugestões e propostas de redireccionamento dos sistemas de avaliação.

Gestão Ética e Socialmente Responsável

Gestão Ética e Socialmente Responsável

 Descrição da editora

A obra Gestão Ética e Socialmente Responsável combina a teoria com centenas de ilustrações práticas, tornando-se um livro útil para empresários, gestores, professores e estudantes de Mestrado e de Licenciatura nas áreas da gestão e das organizações. É-o também para qualquer leitor interessado nas questões da ética e responsabilidade social das empresas (RSE). Mostra como as considerações teóricas não são meras conjecturas eruditas, mas linhas fundamentais para a compreensão das organizações e a tomada de decisões responsáveis. Responde a questões como: Haverá uma ética para os negócios e outra para a vida privada e social? Está a ética dos negócios mais próxima do póquer do que da ética da vida privada? Basta cumprir a lei para ser ético? (4) Qual o papel e as limitações dos códigos de ética? Qual o principal dever dos gestores: velar pelos lucros dos accionistas ou atender também aos interesses de outros stakeholders? O que são normas de certificação da responsabilidade social? O que é o investimento socialmente responsável? O que são relatórios de sustentabilidade? Terão as empresas o dever moral de «melhorar o mundo»? Qual o panorama da RSE em Portugal?

Miguel Pina e Cunha Arménio Rego Carlos Cabral-Cardoso Helena Gonçalves Nuno Guimarães da Costa

Direccion Estrategica de Recursos Humanos

Capa

 

Direccion Estrategica de Recursos Humanos Por Martha Alles 

 

 

¿Y esta publicidad? Puedes eliminarla si quieres.

Manual de Gestão Transcultural de Recursos Humanos

Manual de Gestão Transcultural de Recursos Humanos

"A internacionalização das empresas e a globalização têm como consequência a necessidade de adaptar práticas de liderança/gestão aos diferentes contextos culturais. Não se gere/lidera do mesmo modo em Portugal, na China ou na Suécia. Uma equipa constituída apenas por portugueses requer práticas de liderança diferentes das indicadas para uma equipa constituída apenas por chineses ou por uma mescla de portugueses, franceses e norte-americanos. A actuação na arena global coloca desafios à gestão de pessoas que não ocorrem em contexto simplesmente nacional (e.g., expatriação). Quantas pessoas e empresas bem sucedidas no seu país de origem fracassam no estrangeiro?! Este livro ajuda as empresas, os gestores, os académicos e os estudantes a compreender estes desafios – e apresenta-lhes abundantes linhas de acção, apoiadas em ilustrações práticas. No CD de apoio, são também inseridos capítulos sobre a cultura e a gestão nos EUA, na Alemanha, na Rússia, no Japão e na China. É ainda facultado um vasto elenco de exercícios que podem ser usados em eventos formativos e apoiar decisões de gestão." Arménio Rego e Miguel Pina e Cunha

A Última Aula - Randy Pausch

 Obrigatório ler o livro.

Práticas de Recursos Humanos: Conceitos, Ferramentas e Procedimentos

Práticas de Recursos Humanos: Conceitos, Ferramentas e Procedimentos

(edição brasileira, 2006) Este livro foi preparado durante um longo percurso. A sua construção sofreu muitos impactos e alterações de conteúdo, estrutura, dimensionamento. Este empenho foi resultado de um objetivo vigoroso de oferecer aos leitores dados actuais, práticos e atraentes nos desafios do exercício de gerir pessoas, especialmente nos aspectos processuais e administrativos.(...)

A comunicação como estratégia de Recursos Humanos

A comunicação como estratégia de Recursos Humanos

Autores: Fábio França e Gutemberg Leite

 "O livro é resultado de um minucioso trabalho académico que investiga a origem, a evolução, o estado actual e as tendências da comunicação organizacional no Brasil. Trata-se de uma reflexão e do levantamento de dados sobre o ambiente de Recursos Humanos e as ideias que podem influenciar, positiva ou negativamente, o comportamento do sector e, conseqüentemente, o processo de comunicação que necessita ser avaliado sob outros enfoques para ser eficaz. A obra traz ainda uma pesquisa feita com mais de 250 profissionais da área, entre executivos do sector, editores e articulistas, sobre a influência da mídia revista sobre a área de RH."

Gestão de Recursos Humanos Para o Século XXI

Gestão de Recursos Humanos Para o Século XXI

Sinopse

Num tempo de grandes incertezas em relação ao futuro da Gestão de Recursos Humanos, os profissionais do sector e aqueles que aspiram a ele pertencer interrogam-se sobre os horizontes que se colocam a esta função que, ao longo da sua história recente, se impôs como grande função empresarial.

Por um lado, os arautos da desgraça fazem as crónicas da morte anunciada da função, alegadamente por tender a ser progressivamente esvaziada pelas subcontratações e outsourcing, a uma escala cada vez mais global e generalizada. Por outro lado, os epígonos de correntes mais recentes, clamam pela necessidade de substituir o conceito de recursos humanos por um outro, ainda inespecífico, que marque definitivamente o ocaso de uma visão neoclássica da GRH, ainda enfeudada aos modelos funcionalistas, que tendem a perpetuar uma lógica de gestão do factor humano alicerçada no estudo do trabalho.

Na encruzilhada dos modelos e no fragor das experiências e das práticas, Mário Ceitil procura equacionar alguns dos grandes choques paradigmáticos que a moderna GRH enfrenta, focalizando-se nos grandes temas que emergem de uma sociedade globalizada e aparentemente caótica: a gestão da complexidade, as práticas de progressão no caos, a resiliência necessária para a gestão da diversidade, em suma, a emergência de novas competências que permitam aos profissionais, a todos os níveis, manterem-se (vivos e saudáveis) na crista da onda.

"O Que Resta de Deus - História de Desencantos"

"O Que Resta de Deus - História de Desencantos"

O lançamento do livro em epígrafe, será realizado no Auditório do ISLA - Gaia (hoje, pelas 21 horas). Para o meu querido e ilustre amigo - António Oliveira - o meu abraço, felicitando-o por mais este sucesso.

La comunicación empresarial del siglo XXI. La gestión de los activos intangibles

La comunicación empresarial del siglo XXI. La gestión de los activos intangibles

 Mª Victoria Carrillo Durán y Juan Luis Tato Jiménez são os autores do livro com o título em epígrafe.

Abstract

Este trabajo pretende aclarar y profundizar en el concepto de comunicación empresarial. La comunicación en las organizaciones no siempre ha tenido el mismo nivel de desarrollo. Podemos definirla correctamente, como el conjunto de acciones integradas que engloben la correcta gestión de la comunicación comercial, la comunicación corporativa e interna y la gestión de los activos intangibles estratégicos. En el momento presente, necesitamos un nuevo modelo de comunicación empresarial, capaz implicar y aplicar la comunicación de un modo integral y proactivo, puesto que los modelos tradicionales no encajan en la filosofía de los activos intangibles. En esta línea, proponemos el diseño de la "comunicación espiral" como modelo coherente con el nuevo entorno empresarial. La comunicación espiral se genera desde el interior al exterior de la organización, a través de un flujo en forma de espiral que abraza a los públicos internos y llega a los públicos externos, marcando en cada ámbito de acción, unos objetivos que cumplir. La comunicación espiral debe ser gestionada desde la dirección de imagen y comunicación. El objeto de esta comunicación son los activos intangibles. Los principales activos intangibles gestionables por la comunicación espiral son: la imagen corporativa, la reputación corporativa, la marca, la cultura corporativa y la gestión del conocimiento, la responsabilidad social corporativa.

A apresentação do livro em epígrafe decorreu no Salão Nobre dos Paços do Concelho é da autoria de Maria Elvira Rodrigues Castanheira. O espaço onde o evento decorreu, tornou-se pequeno para o "mar de gente" de "gente do mar", que sempre soube louvar o associativismo e perceber o poder de que se reveste. Muito me honrou estar presente em tal acto, testemunhando mais uma vez - as capacidades invulgares na área da investigação - desta minha querida amiga. Parabéns Elvira (por teres dedicado o livro ao teu pai e, por não deixares "morrer" essa curiosidade pela(s) vivência(s) associativa(s) no Concelho de Matosinhos).

¿Y esta publicidad? Puedes eliminarla si quieres

Como se tornar um lider servidor...

Resumo: "Como se tornar um lider servidor..." de James Hunter
¿Y esta publicidad? Puedes eliminarla si quieres